Casa dos Lagares

Casa dos Lagares

Esta casa com armazém e lagares de vinho foi construída em 1923 com a finalidade de ser casa de habitação. Nos anos 90 restauraram-se os imóveis e retomamos a vinificação, reutilizando os seus lagares de granito, com a implementação em 1995 de um robô mecânico de pisa, desenvolvido pela nossa família. Esta máquina foi patenteada e foi pioneira no Douro e Portugal.

Deu-se continuidade ao método tradicional de vinificação naqueles lagares, dotando-os de funcionalidade, tornando-os competitivos, preservando todas as suas particularidades garantindo o seu futuro.

 

Em 2003 foi aqui fundada a Coleção Visitável da Casa dos Lagares.

Esta Coleção caracteriza-se por um espaço onde se reúne um espólio de instrumentos, utensílios e documentos que ilustram um percurso de várias gerações de uma família do Douro na actividade vitivinícola. Na sua gene esteve sempre presente a proteção, a manutenção e a utilização de cenários autênticos e ilustrativos duma vivência, que pretendem ser agora espaços de cultura e lazer.

 

A visita à nossa adega, possibilita conhecer o modo de produção do nosso vinho, desde a vinha até à garrafa.

Casa dos Lagares
Casa dos Lagares
Casa dos Lagares
Casa dos Lagares
Casa dos Lagares
Casa dos Lagares
1.JPG
Casa dos Lagares

Casa da Quinta

É a casa-mãe do conjunto patrimonial, sendo ainda actualmente a casa de família. Este conjunto arquitectónico inclui uma capela, um chalé, um lagar de vinho e armazém, a casa da lenha e anexos, rodeados de vinhas e oliveiras, que desenham uma configuração única. 

Local da fundação do morgadio no séc. XVII, aqui terá sido o primeiro aglomerado de Cheires. Nos últimos anos recuperou-se o chalé e a capela, e, futuramente, a recuperação completa deste pólo. 

Casa da Quinta
Casa da Quinta
MilPal030.jpg
Casa da Quinta
Casa da Quinta

Casa Vilela

Casa de habitação com armazém de vinho, casa da lenha e quintal, situada no centro de Cheires.

O crescimento da viticultura no séc. XVIII e as demarcações da região fizeram afluir a Cheires investidores, edificando-se algumas casas grandes para residência sazonal ou permanente. Foi o caso desta casa construída em finais do séc. XVIII por uma família vinda de Vila Real, de estrato elevado e detentora de importantes cargos de autoridade local e regional, no regime absolutista então vigente, que foi mais tarde adquirida pela família.

Casa Vilela
armazém 2.jpg
Casa Vilela
Armazém_da_Casa_Vilela_4.jpg
dr amilcar.png
Casa Vilela
Casa Vilela 2.jpg
Casa Vilela Cozinha 2.JPG